VÍDEOS

Loading...

FILIAÇÃO DE CÂNDIDO PORTINARI (1945)

lPortinari (esquerda) e Prestes (direita).
l
Fonte: Saúde.gov.br

BANCADA DO PCB NA ASSEMBLÉIA CONSTITUINTE (1946)

l
Nas eleições gerais de 2 de dezembro de 1945, o PCB "concorreu em todos os estados da Federação e, dos 5.919.527 votos, recolheu 511.122. O seu candidato à Presidência da República, Yedo Fiuza, um engenheiro não-comunista, lançado a menos de um mês das eleições, recebeu 10% dos votos válidos. Prestes foi eleito senador pelo Distrito Federal (e deputado por três estados) e o partido conduziu à Câmara dos Deputados 14 representantes - Gregório Bezerra, José Maria Crispim, Maurício Grabois, Claudino José da Silva, Joaquim Batista Neto, Osvaldo Pacheco, Abílio Fernandes, Alcides Sabença, Agostinho Dias de Oliveira, João Amazonas, Carlos Marighela, Milton Caires de Brito, Alcedo Coutinho e Jorge Amado, a que se somaram posteriormente, eleitos sob outra legenda (do Partido Social Progressista, PSP), Pedro Pomar e Diógenes Arruda Câmara". In. SEGATTO, J. (et alii) PCB - Memória Fotográfica 1922-1982. 2ª ed. São Paulo: Brasiliense, 1982, p. 84.

CANÇÕES EM PORTUGUÊS


> "A Internacional"
>
"A Internacional" (Partido Comunista Português)
>
"Avante!, Camarada" (Partido Comunista Português)
>
"Carvalhesa" (Partido Comunista Português)

CANÇÕES EM ESPANHOL

l
> Adelante Compañeros (Carlos Puebla)
> Cuando Tenga la Tierra (Los Calchakis)
> El Comunista (A. Zitarrosa)
> El Poeta (Atahualpa Yupanqui)
> El Pueblo Unido
> Gracias a la Vida (Violeta Parra)
> Himno de la Juventudes Comunistas del Mundo (Quilapayunh)
> Himno "La Internacional"
> Leno Verde (Ernesto Cavour)
> Que Dira el Santo Andre (Violeta Parra)
l
Fonte:
El Pimiento

DUAS CARAS (VAZ E EDINHO)

l Charge: Lézio Júnior
Fonte: Diarioweb (5/10/07)

ANTONIO ROBERTO DE VASCONCELLOS (1916)

l> Vasco em encontro comunista na década de 60
Foto: Reprodução
I > Antônio Roberto de Vasconcellos, o Vasco, um dos “elementos vermelhos”
Foto: Reprodução
l

> Trechos de certidão da Abin que relata acompanhamento dos passos de Vasco desde 1963: vida monitorada.
Fonte: Diarioweb

I
> LEIA: "ANTONIO ROBERTO DE VASCONCELLOS (1916)" - História

A INTERNACIONAL


Letra: Eugène Pottier (1871)
Música: Pierre Degeyter (1888)


De pé ó vítimas da fome
De pé famélicos da terra
Da idéia a chama já consome
A crosta bruta que a soterra
Cortai o mal bem pelo fundo
De pé, de pé, não mais senhores
Se nada somos em tal mundo
Sejamos tudo ó produtores.

Refrão:
Bem unidos façamos
Nesta luta final
Uma terra sem amos
A Internacional

Senhores patrões chefes supremos
Nada esperamos de nenhum
Sejamos nós que conquistemos
A terra mãe livre comum
Para não ter protestos vãos
Para sair deste antro estreito
Façamos com nossas mãos
Tudo o que a nós nos diz respeito.

Refrão

O crime do rico a lei o cobre
O Estado esmaga o oprimido
Não há direito para o pobre
Ao rico tudo é permitido.
À opressão não mais sujeitos
Somos iguais todos os seres
Não mais deveres sem direitos
Não mais direitos sem deveres

Refrão

Abomináveis na grandeza
Os reis da mina e da fornalha
Edificaram a riqueza
Sobre o suor de quem trabalha.
Todo o produto de quem sua
A corja rica o recolheu
Querendo que ele o restitua
O povo quer só o que é seu.

Refrão

Nós fomos de fumo embriagados
Paz entre nós guerra aos senhores
Façamos greve de soldados
Somos irmãos trabalhadores.
Se a raça vil cheia de galas
Nos quer à força canibais
Logo verá que nossas balas
São para os nossos generais

Refrão

Pois somos do povo os ativos
Trabalhador forte e fecundo
Pertence a terra aos produtivos
Ó parasita deixa o mundo.
Ó parasita que te nutres
Do nosso sangue a gotejar
Se nos faltarem os abutres
Não deixa o sol de fulgurar

Refrão

> VERSÃO EM REAL ÁUDIO

> VERSÃO EM MP3

FOICE E MARTELO